segunda-feira, 22 de março de 2010

Semana de muito trabalho contra a divisão do Pará

Como é que podem querer dividir um Estado (cheio de potencial, que concentra a maior província mineral do mundo, a maior bacia hidrográfica do planeta e grande parte da maior floresta tropical da terra, que é a Amazônia) sem estudo dos impactos econômicos, financeiros e socioambientais?

Bem, infelizmente, os separatistas conseguiram pedido de prioridade de votação do requerimento de urgência. Irresponsavelmente, os projetos de esquartejamento do nosso Pará podem ser ser votados em março ou abril sem os estudos devidos.

Esta semana vou tentar evitar essa urgência e ganhar mais tempo para a coleta de assinaturas, do ato "Um Milhão Contra a Divisão". Quero levar ao Congresso Nacional, a voz do povo, que por todos os cantos do Estado por onde vou, se manifesta espontaneamente contra a divisão do Pará.

Ontem, na Praça da República, no primeiro dia de coleta de assinaturas, fiquei muito feliz com o sucesso absoluto do movimento. As listas já estão se espalhando pelos bairros e por outros municipios do Estado levadas por líderanças comunitárias, vereadores e pessoas que defendem a unidade do Pará.

Não tenho a menor dúvida de que, se tivermos tempo, vamos superar a marca de um milhão de assinaturas. Conto com vocês!

Um milhão contra a divisão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:

Os comentários aqui publicados não refletem a opinião deste site.

Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos seus autores.

Este blog reserva-se ao direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros ou ao autor deste canal.

Textos de caráter promocional também serão excluídos.